Encontrar um bom emprego não está fácil para ninguém, concorda? Por isso, em um processo seletivo, é preciso passar uma boa impressão logo de cara. E uma boa forma de conseguir isso é investir em currículos criativos.

São eles que chamam a atenção dos recrutadores e vão fazer você se destacar em meio a tanta gente qualificada. Como o CV funciona como seu cartão de visitas, por meio dele é possível se mostrar uma pessoa ousada, organizada e objetiva. Ou exatamente o oposto.

Então, para que o empregador pense o melhor ao seu respeito, aprenda como construir um bom currículo, tanto na estética quanto no conteúdo.  

Destaque seu estilo

Imprima sua personalidade ao layout. Dessa forma, você cria uma expectativa positiva no recrutador desde o primeiro contato. Isso fará com que ele tenha mais curiosidade em conhecê-lo pessoalmente.

Para profissionais da área criativa, como designers, publicitários e ilustradores, essa exigência se torna ainda mais necessária. Currículos originais, que expressam o estilo de criação do candidato, saltam logo aos olhos. Se o CV estiver conectado à estética do seu portfólio, melhor ainda.

Use uma ferramenta específica

Para conseguir criar uma peça única e que reflita bem quem você é, uma coisa é essencial: esqueça os modelos tradicionais do Microsoft Word! Use algum software de edição visual, como o Indesign, Illustrator e Photoshop.

Assim, o material fica mais bem diagramado e as informações, mais organizadas. Você também terá mais recursos ao seu dispor para pensar em detalhes, como a hierarquia do conteúdo ou, ainda, as cores e tipografias utilizadas.

Seja objetivo

Você não precisa contar toda a história da sua vida no currículo. Pelo contrário, ele deve conter somente as informações mais relevantes em relação à vaga pela qual você está concorrendo.

Currículos criativos devem ser sucintos — com, no máximo, duas folhas. Comece pela identificação, dados de contato e uma pequena descrição. Depois, fale sobre sua formação, experiência profissional, habilidades e objetivo.

Mas fique atento: você não precisa detalhar todas as atividades que desempenhou em todos os empregos por qual já passou. Aborde apenas o básico das três ou quatro últimas experiências e deixe para destrinchá-las melhor na hora da entrevista.

Não esqueça o portfólio

Em algumas profissões, o portfólio chega a ser ainda mais importante que o currículo. Na área criativa, por exemplo, essas duas coisas precisam vir sempre juntas.

Você pode criar um site com domínio próprio para hospedar suas criações ou utilizar sites gratuitos que são especializados na criação de portfólios. Muitos já vêm com modelos criativos e organizados, prontos para receber seus toques pessoais.

No seu currículo, dê destaque ao link que leva ao seu portfólio. De preferência, coloque-o no topo da página ou perto dos dados de identificação.

Destaque suas habilidades

Chegou a hora de vender seu peixe! Apresente suas habilidades de forma objetiva, com destaque para aquilo que o diferencia dos outros candidatos. Assim, a empresa pode avaliar como você vai contribuir para o crescimento dela.

É preciso valorizar seus pontos fortes, mas cuidado para não parecer esnobe ou exagerado. Afinal, se você não for honesto o suficiente no currículo, pode acabar sendo desmascarado no teste prático.

Então já sabe, não é? Na hora de elaborar seu currículo, nada de exageros. Imprima sua personalidade e pense nos aspectos que podem despertar o interesse do recrutador.

Capriche! Currículos criativos e bem elaborados são os que se destacam em meio a tanta concorrência por uma vaga no mercado de trabalho.  

Gostou das nossas dicas? Então, siga a Imageria Criativa nas redes sociais e não perca nenhum dos nossos conteúdos! Estamos no Facebook, Instagram e Twitter