Muitos formados em arquitetura sonham com um ótimo emprego, projetos desafiadores e um bom salário como recompensa pela dedicação e desempenho. Acontece que, para isso ser possível, não basta o diploma de faculdade, pois o mercado de trabalho não comporta mais esse tipo de profissional, exigindo, portanto, cursos complementares para arquitetura.

Pensando mais a fundo, ter somente um mero título de bacharel é, mais do que qualquer coisa, limitar o potencial que temos dentro de nós. Além disso, trará experiência ao longo da carreira, fazendo com que projetos, que muitas vezes parecem impossíveis, se tornem algo simples de produzir.

Em razão disso, preparamos uma lista de cursos que estão em alta para que você não fique de fora dessa oportunidade de se destacar no mercado e de se tornar um excelente profissional. Confira com a gente!

1. AutoCAD

A intenção desse programa é, justamente, permitir a interação e capacitação dos participantes para trabalhar com as ferramentas de desenho e edição disponibilizadas, possibilitando a criação e produção de incríveis desenhos 2D e 3D.

Para utilizá-lo, basta que tenha os requisitos abaixo:

  • conhecer o sistema da Microsoft de maneira moderada;
  • possuir noções e habilidades de desenho técnico;
  • ser um profissional da área para entender o que se passa no programa.

Com isso, o usuário poderá usufruir de inúmeras possibilidades diferentes, que irão lhe dar um amplo leque de opções e oportunidades para ascender na carreira.

2. Sketchup

Consagra-se por ser um programa voltado a fazer maquetes digitais, modelagens 3D e, também, desenhos com foco na arquitetura e urbanística. Tem atraído muitos adeptos por sua fama de ser facilmente ensinado, intuitivo e simplificado.

O software tem a função de produzir modelos 3D computadorizados, feito essencialmente para projetos arquitetônicos e imensas edificações.

É um grande benefício para aqueles que buscam uma qualidade e precisão em seus desenhos, principalmente, pelo fato do formato digital ser mais complexo de se manipular.

3. Revit

É amplamente usado para modelagens de informações de construção. Assim, com suas ferramentas, o procedimento utilizado para que modelos de planejamento, projeção, construção e gerenciamento de edifícios e infraestruturas, se torna totalmente viável.

O software propõe recursos para composição de projetos arquitetônicos e de engenharia em geral. Também tem plataformas para projetos multidisciplinares e trabalhos colaborativos.

Quando se começa a utilizá-lo, o profissional modela componentes de construção, com a opção de analisar e simular sistemas bem como trabalhar com a estruturação e inteiração dos projetos. A colaboração tornou possível o adentramento às modelagens e perpetuação de uma coordenação e agilidade no momento de trabalhar.

Agora que pode conhecer os melhores cursos complementares de arquitetura, é muito importante que não fique parado esperando o tempo passar e siga atrás dos seus objetivos, conquistando esses e muito mais cursos.

Para não ficar em dúvida, escolha aquele que mais se adequará a seu estilo de trabalho, seus projetos e esquemas. Assim, não precisará fazer todos os cursos, voltando a atenção somente para aqueles que te deixarão especializado em determinado tipo de serviço.

O que leu sobre cursos complementares para arquitetura foi útil para você, leitor? Então, veja nossas opções para que você possa aprimorar ainda mais suas técnicas e ser um profissional qualificado no mercado!